Assuntos

sexta-feira, 20 de fevereiro de 2015

JOGO 4861

PARTIDA NUM.: 4861
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Primeira Fase)



JOGO: Bahia 1 X 0 Globo (RN)
DATA: Quinta-feira, 05 de março de 2015
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Gilberto Freire de Farias - PE (CBF-2)
AUXILIARES: Vaneide Vieira de Gois - SE (ASP-FIFA) e Eric Nunes Costa - SE (CBF-2)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Bruno Paulista e Rômulo (Bah) e Itto e Marcel (Glo)
RENDA: R$ 110.575,50
PÚBLICO: 6082 pagantes
GOL: Rômulo (Bah) 
BAHIA: Jean, Tony, Titi, Thales e Carlos; Bruno Paulista (Rômulo), Tiago Real e Souza (Zé Roberto); Maxi Biancucchi, Kieza e Léo Gamalho (Willians Santana)
TREINADOR: Sérgio Soares
GLOBO: Rafael, Glaubinho, Marcelo, Robson e Itto Cruz (Índio Oliveira); Ramon (Leomir), Jozicley,  Romarinho e Rivaldo (Renatinho Potiguar); Marcel e Miller.
TREINADOR: Leandro Sena

OBSERVAÇÃO: Quarto jogo do Bahia na Copa do Nordeste de 2015. O Bahia iniciou o jogo bem ao estilo do técnico Sérgio Soares. Marcação alta, forte pressão em cima do adversário, e várias bolas roubadas ainda no campo de ataque. O problema, no entanto, foi o mesmo que vinha se desenhado ao longo desde o início da temporada de 2015. Ou seja, a incapacidade de converter as oportunidades criadas em gol. Maxi, de cabeça, até balançou as redes logo com três minutos de jogo, mas a arbitragem flagrou impedimento. O argentino não desistiu e usou novamente a cabeça para acertar a trave do goleiro Rafael do Globo FC. Com o passar do tempo, o cansaço cobrou a conta da correria, e o ímpeto do Tricolor diminuiu. Foi aí que a equipe potiguar passou a assustar, aproveitando-se, sobretudo, do espaço cedido do lado esquerdo da defesa baiana. A melhor chance do Globo no jogo saiu de um chute de longa distância de Marcel. Jean se esticou todo e fez bela defesa.

Segundo Tempo

O segundo tempo começou sem o mesmo ímpeto do primeiro. As duas equipes voltaram do intervalo meio sonolentas e demoraram a pegar no tranco. Diferente da etapa inicial, o Bahia abriu mão da marcação avançada e resolveu a apostar na velocidade pelos lados, com Maxi Biancucchi e Willians Santana (que entrou na vaga de Léo Gamalho) abertos um em cada ponta. O Globo FC, no entanto, não dava muitos espaços, e ainda aproveitava os avanços do adversário para armar contra-ataques perigosos. As chances de gol demoraram, mas apareceram. Do lado dos baianos, Maxi Biancucchi tabelou com Tony e chutou muito perto do gol, arrancando suspiros da torcida. Os potiguares assustaram em contragolpe que Renatinho desperdiçou. Para mudar o panorama da partida, o técnico Sérgio Soares colocou em campo Zé Roberto, deixando o Tricolor com quatro atacantes em campo. E a ousadia não demorou a ser recompensada. Ainda “frio” na partida, Zé Roberto fez grande jogada pela direita e cruzou na medida para Rômulo, que acertou belo chute de primeira para abrir o placar. Na comemoração, os dois descolaram uma máquina fotográfica e fizeram um selfie na Fonte. Pouco tempo depois, o jovem atacante teve mais duas ótimas chances: na primeira, driblou o goleiro, ficou com o gol aberto e mandou para fora; na segunda, aproveitou escorada de Kieza e mandou por cima. O Bahia ainda criou outras chances de gol, mas o placar terminou mesmo em 1 a 0.

VÍDEOS:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário