Assuntos

sábado, 18 de abril de 2015

JOGO 4875

PARTIDA NUM.: 4875
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Finais - Jogo de Ida)

                          


JOGO: Bahia 0 X 1 Ceará (CE)
DATA: Quarta-feira, 22 abril de 2015
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Pablo dos Santos Alves (PB)
AUXILIARES: Felipe Gonçalves Correa (PB) e Márcio Freira Lopes (PB)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Thales (Bah) e Charles, Luís Carlos e Marinho (Cea)
RENDA: R$ 1.070.457,00
PÚBLICO: 40.982 pagantes
GOL: Ricardinho (Cea)
BAHIA: Jean; Tony (Willians Santana), Thales, Robson e Patric; Wilson Pittoni, Souza (Rômulo), Tiago Real e Maxi Biancucchi; Kieza e Léo Gamalho (Zé Roberto).
TREINADOR: Sérgio Soares
CEARÁ: Luís Carlos; Samuel, Charles, Gilvan e Fernandinho; Uilliam Corrêa, Sandro Manoel, Ricardinho e Marinho; Assisinho (Wescley) e Magno Alves (William e Eloir).
TREINADOR: Paulo Silas do Prado Pereira (Silas)

OBSERVAÇÃO: Décimo primeiro jogo do Bahia na Copa do Nordeste de 2015. Após o show inicial da torcida, como num jogo de duas grandes equipes, Bahia e Ceará começaram a partida se respeitando bastante. O primeiro tempo teve poucas chances criadas e um leve domínio do time da casa, que criou um pouco mais.  A partida teve momentos de tensão em alguns lances isolados e logo apaziguados pela arbitragem. No fim das contas, sobrou respeito para ambos os lados. O Bahia levou perigo dentro da área em uma cabeçada de Léo Gamalho e com Souza, em uma jogada confusa no fim da primeira etapa. Já o Vozão levou perigo com Ricardinho e Marinho, ambos de fora da área. No fim das contas, nada de gols no primeiro tempo de Bahia e Ceará.

Segundo Tempo

O Vozão começou melhor na segunda etapa, mais aguerrido o time do técnico Sillas pressionou o Bahia nos primeiros minutos. Empurrado pela torcida, o Tricolor voltou ao jogo. Antes da metade da etapa final, Sérgio Soares trocou Léo Gamalho pelo amuleto Zé Roberto. Mas foi o Vozão que quase marcou em lance perigoso de Marinho, que passou perto do gol de Jean. Quando o Bahia parecia ter reencontrado o caminho do jogo, o Ceará abriu o placar em um frango do goleiro Jean. Os poucos, mas barulhentos torcedores do Vozão fizeram do pequeno espaço a eles destinados um gigante Castelão.

Empurrado pela torcida, o Bahia se lançou ao ataque e quase empatou em uma bela troca de passes que terminou com um chute de Zé Roberto e uma bela defesa de Luis Carlos. Ciente do péssimo resultado, Sérgio Soares trocou um volante por um meia e um lateral por um atacante, com as entradas de Rômulo e Willians para as saídas de Souza e Tony. Nada que surtisse efeito em campo. No fim, triunfo do Ceará e festa dos apaixonados alvinegros que acompanharam o time em Salvador. Com este resultado o Ceará foi para segunda partida da final com a vantagem e decidindo em casa.

VÍDEOS:

FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário