Assuntos

sábado, 18 de abril de 2015

JOGO 4876

PARTIDA NUM.: 4876
COMPETIÇÃO: Campeonato Baiano (Finais - Jogo de Ida)

                                    

JOGO: Bahia 0 X 3 Vitória da Conquista (BA)
DATA: Domingo, 26 abril de 2015
LOCAL: Vitória da Conquista-BA
ESTÁDIO: Lomanto Júnior (Lomantão)
JUIZ: Lúcio José Silva de Araújo (BA)
AUXILIARES: José Raimundo Dias da Hora (BA) e Jucimar dos Santos Dias (BA)
C. AMARELO:  Wilson Pittoni e Léo Gamalho (Bah) e Tatu, Viáfara, Fernando Belém (ViC)
RENDA: R$ 312.925,00
PÚBLICO: 8.269 pagantes 
GOLS: Fausto, Diego Aragão e André Beleza (ViC)
BAHIA: Jean; Tony (Yuri), Thales, Titi e Bruno Paulista; Wilson Pittoni (Zé Roberto), Souza, Tiago Real; Maxi Biancucchi, (Rômulo) , Léo Gamalho e Kieza.
Técnico: Sérgio Soares.
TREINADOR: Sérgio Soares
VIT. DA CONQUISTA: Viáfara; Apodi, Silvio Fernando Belém e Mateus Leoni; Fausto, Maicon, Diego Aragão e André Beleza; Carlinhos e Tatu (Erivelton).
TREINADOR: Evandro Guimarães.

OBSERVAÇÃO: Décimo primeiro jogo do Bahia no Campeonato Baiano de 2015.


O JOGO

Como era de se esperar, o primeiro tempo da partida teve ingredientes de uma decisão. Com a necessidade de vencer para inverter a vantagem do Bahia, o Vitória da Conquista se lançou ao ataque desde os primeiros minutos e, empurrado pela torcida, teve maior presença de jogo. Diante do Tricolor nervoso, cometendo muitos erros, o Bode tomou conta: apostou na velocidade dos seus homens de frente e quase se deu bem. Melhor em campo, Tatu teve duas chances de abrir o placar. Na primeira, chutou por cima. Na segunda, desequilibrado, chutou fraco para defesa de Jean. O Conquista ainda perdeu outras oportunidades, uma delas após falha bizarra do goleiro tricolor, que entregou a bola nos pés de Carlinhos. Pressionado, restou ao Bahia gastar as energias da etapa inicial com reclamações contra a arbitragem.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou com o mesmo enredo do primeiro. A diferença é que, desta vez, o Bode balançou as redes. Logo nos primeiros minutos, após cruzamento na área, a defesa do Bahia bateu cabeça, e o volante Fausto, ex-jogador do Tricolor, subiu para desviar de cabeça e abrir o marcador. O gol empolgou a torcida local, que empurrou o time ao ataque. A equipe da capital ainda ameaçou com chutes de Léo Gamalho e Maxi Biancucchi, que teve a chance mais aguda, mas não teve jeito. Sem medo e com atuação segura, os comandados de Evandro Guimarães não se contentaram com uma vitória pelo placar mínimo. Aos 22, Diego Aragão aproveitou o vacilo de Thales, driblou o zagueiro e bateu forte para marcar o segundo. O terceiro saiu dos pés de André Beleza seis minutos depois, com um chute no canto do gol de Jean.

Com arquibancada cheia, o Vitória da Conquista aproveitou o baixo rendimento do Tricolor e se impôs, vencendo a partida por 3 X 0 e  invertendo a vantagem para o jogo de volta em Salvador, onde pode perder até por dois gols de diferença.

VÍDEO:

FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário