Assuntos

terça-feira, 5 de maio de 2015

JOGO 4881

PARTIDA NUM.: 4881
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Primeira Fase - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 4 X 1 Mogi Mirim (SP)
DATA: Sexta-feira, 15 maio de 2015
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Roberto Santos (Pituaçu)
JUIZ: Rogério Lima da Rocha (SE)
AUXILIARES: Daniel Vidal Pimentel (SE) e Guimarães Pereira (SE)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Bruno Paulista (Bah) e Fábio Sanches e Edson Ratinho (MoM)
RENDA: 
PÚBLICO: Pontões Fechados
GOLS: Maxi Biancucchi, Zé Roberto (2), e Léo Gamalho (Bah) e Geovane (MOM)
BAHIA: Douglas Pires; Tony (Adriano Apodi), Robson, Titi e Bruno Paulista (Patric); Wilson Pittoni, Tiago Real, Souza; Maxi Biancucchi, Zé Roberto (Rômulo) e Léo Gamalho.
TREINADOR: Sérgio Soares
MOGI MIRIM: Daniel; Edson Ratinho, Fábio Sanches, Wagner e Leonardo; Magal, Léo Bartholo (Gustavo), Romário, Élvis (Jr. Juazeiro) e Vitinho (Geovane Loubo); Geovane.
TREINADOR: Edson Cholbi Nascimento (Edinho)

OBSERVAÇÃO: Segundo jogo do Bahia na Campeonato Brasileiro da Série-B de 2015. O jogo foi de portões fechados para cumprir a punição ao Bahia imposta pelo STJD ainda em 2014.

O Jogo

Bahia e Mogi Mirim se enfrentaram com o alvará para jogar um futebol feio, sem a presença da torcida e muita chuva na cidade de Salvador, e fizeram uso deste alvará durante esta partida, com um 1º tempo com poucas emoções, mas muita eficiência. Os times não conseguiam criar e na primeira boa chance a bola caiu no pé de quem a chama de "você", e o destino foi certo. Aos 18 minutos, o argentino Maxi aproveitou falha do zagueiro Wagner, invadiu a área, cortou o defensor e mandou um chute lindo de canhota para o fundo das redes. Bahia 1x0.

Apesar do gol, o jogo seguiu no mesmo marasmo que iniciou, o que se via era muitos chutões e erros de passes, o Bahia não conseguia criar e chamava o Mogi para seu campo, e deu no que deu, aos 30 minutos Elvis invadiu a área, Douglas Pires errou no abafa e a bola ficou livre para o meia cruzar na cabeça do atacante Geovane que só teve o trabalho de mandar para as redes e colocar o 1x1 no placar.

Após o empate, a "cara" do jogo mudou completamente, o Bahia teve uma melhora significativa, aproveitou os erros defensivos do adversário e fez "chover" em Pituaçu. Aos 44, o atacante Zé Roberto recebeu cruzamento na medida de Pittoni e estufou as redes do goleiro Daniel. 2x1. O Tricolor ainda teve a oportunidade de fazer o terceiro com Maxi que saiu na cara do goleiro e deu um toque sutil por cima, mas a bola saiu caprichosamente pela linha de fundo e o 1º tempo ficou nisso.

Segundo Tempo

Na segunda etapa, Zé Roberto não esperou nem ir pegar um cafezinho para esquentar os ânimos e aos 13 segundos tratou de mostrar novamente eficiência na finalização, após cruzamento de Maxi Biancucchi, o atacante mandou de primeira e marcou o terceiro do Bahia. 3x1. Depois de tanta insistência, aleluia, enfim Léo Gamalho encontrou o caminho das redes, aos 18 minutos, o Samurai recebeu o passe do "garçom" Maxi e tentou duas vezes para desencantar no Estádio de Pituaçu. Bahia 4x1.

Depois da "chuva" gols, a chuva apertou e deu uma esfriada no jogo, o tricolor baiano administrou o resultado confortável e o Mogi não teve motivação para buscar uma reação quase que impossível com o placar totalmente desfavorável para equipe paulista. E ficou nisso, Bahia 4x1 Mogi Mirim.

VÍDEOS:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário