Assuntos

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

JOGO 4914

PARTIDA NUM.: 4914
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Segunda Fase - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 0 X 0 Paysandu (PA)
DATA: Terça-feira, 06 de outubro de 2015
LOCAL: Belém-PA
ESTÁDIO: Estadual Jornalista Edgar Augusto Proença (Mangueirão)
JUIZ: Elmo Resende Alves (GO)
AUXILIARES: Cristhian Passos Sorence (GO) e Jesmar Benedito Miranda (GO)
EXPULSÃO: Tiago Real (Bah) e Yago Pikachu (Pay)
C. AMARELO: Maxi Biancucchi, Jailton, Paulinho Dias, Yuri, Douglas Pires e Souza (Bah) e Aylon e Luis Felipe (Pay)
RENDA: R$ 147.861,00
PÚBLICO: 9.889 pagantes
BAHIA: Douglas Pires, Railan, Robson, Gustavo (Jailton) e João Paulo; Yuri (Jeam), Paulinho Dias (Souza), Tiago Real e Eduardo; João Paulo Penha Maxi Biancucchi. 
TREINADOR: Sérgio Soares
PAYSANDU: Emerson; Yago Pikachu, Dão, Pablo e João Lucas; Fahel, Sérgio Manoel (Luis Felipe), Jhonnatan e Roni (Misael); Aylon (Edinho) e Leandro Cearense.
TREINADOR: Dado Cavalcanti

OBSERVAÇÃO: Trigésimo jogo do Bahia na Campeonato Brasileiro da Série-B de 2015.

O Jogo

Na primeira etapa, a partida teve poucas emoções, com as duas equipes se estudando muito e mostrando uma cautela exagerada. As melhores chances eram criadas nas descidas pelo lado direito do ataque do Paysandu com Yago Pikachu, mas o jogador estava bem marcado e não apareceu com tanta frequência quanto está acostumado no campo ofensivo. Nos contra-ataques, o Bahia criou apenas uma grande chances, mas João Paulo Penha, livre dentro da área, desperdiçou a oportunidade chutando para fora.

Segundo Tempo

No entanto, logo aos dois minutos da etapa final, Pikachu agrediu o atacante João Paulo Penha e foi expulso, deixando sua equipe com um homem a menos. A partir daí, o jogo ficou mais brigado, com muitos desentendimentos entre os jogadores e pressão do Bahia até os 35 minutos, quando Tiago Real matou um contragolpe do Paysandu e também foi punido com o cartão vermelho, o que deixou os dois times em igualdade numérica novamente. Os minutos finais foram de um jogo muito aberto, mas sem muita inspiração dos atacantes, o que testou a paciência da torcida presente ao Mangueirão que viu o placar de 0 a 0 persistir até o apito final.

Instantes após esta partida, a diretoria do clube anunciou a demissão do técnico Sérgio Soares da comissão técnica do Bahia. Aliás atitude esta que deveria ter sido tomada desde a perda da Copa Nordeste, quando ficou claro que este profissional estava bem aquém do cargo que ocupava (tomou um banho tático do técnico Silas nas duas partidas finais entregando o título ao Ceará). Posudo e extremamente arrogante, ficou conhecido como um técnico de "uma nota só", permanecendo no cargo por tanto tempo devido a teimosia do presidente Marcelo Sant'anna.

FOTO:

Nenhum comentário:

Postar um comentário