Assuntos

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

JOGO 4915

PARTIDA NUM.: 4915
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Segunda Fase - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 1 X 0 Oeste (SP)
DATA: Sábado, 17 de outubro de 2015
LOCAL: Osasco-SP
ESTÁDIO: Prefeito José Liberatti 
JUIZ: Eduardo Tomaz de Aquino Valadão (GO)
AUXILIARES: Cristhian Passos Sorence (GO) e Evandro Gomes Ferreira (GO)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: 
Souza, Eduardo, Gabriel Valongo e João Paulo Penha (Bah) e Paulo Henrique, Júnior negão e Daniel Gigante (Oes)
RENDA: R$ 35.260,00
PÚBLICO: 6.417
GOL: Kieza (Bah)
BAHIA: Douglas Pires; Railan, Gabriel Valongo, Gustavo e João Paulo; Paulinho Dias, Souza, Eduardo (Romulo) e João Paulo Penha (Vitor Costa); Kieza e Roger (Alexsandro). 
TREINADOR: Charles Fabián (interino)
OESTE: 
Leandro Santos;  Paulo Henrique (Júnior Negão), Daniel Gigante, Ligger e Fernandinho;  Guilherme Amorim, Renato Xavier (Patrik Silva), Renan Motta e Mazinho;  Kahê Rafael Martins) e Waguininho.

TREINADOR: Renan Freitas (interino)

OBSERVAÇÃO: Trigésimo primeiro jogo do Bahia na Campeonato Brasileiro da Série-B de 2015.

O Jogo

Embora, no início do jogo, tenha alternado o domínio da partida com o Oeste, o Bahia foi melhor na etapa inicial, principalmente após marcar o gol. A equipe baiana criou mais oportunidades, a maior parte delas com o atacante Roger, que desperdiçou uma chance logo no início da partida, em chute na entrada da área, e outra em cabeçada. Eduardo ainda quase marcou um gol meio sem querer, após Ligger chutar nas costas dele e obrigar Leandro a fazer boa defesa. Quando o Oeste ameaçava pressionar o Bahia e teve sua grande oportunidade em chute de Wagninho cara a cara com Douglas, que obrigou o goleirão fazer um milagre, o time baiano abriu o placar. Kieza aproveitou cobrança de escanteio de Souza e deixou o dele.

Segundo Tempo

Como era de se esperar, atrás no placar, o Oeste partiu para cima do Bahia, teve mais posse de bola e as melhores oportunidades - ou únicas - do segundo tempo. Logo aos sete minutos, em um levantamento para a área, Renan conseguiu cabecear por cima, em uma bola que Douglas Pires já estava batido. O panorama não mudou depois daí, mas a equipe paulista, sem muita criatividade, não conseguiu tramar chances claras de gol. O Esquadrão, por sua vez, não aproveitou os espaços deixados pelo Oeste e não conseguiu contra-atacar, nem assustar o rival.

Vale dizer que esta foi a partida de estreia do técnico Charles Fabián no comando técnico do Bahia, ainda como interino, sendo naquela oportunidade felizmente uma estreia vitoriosa, mas que pouco adiantaria, pois já era tarde para salvar o clube de permanecer na Série-B em 2016.

VÍDEO:


FOTO:

Nenhum comentário:

Postar um comentário