Assuntos

quarta-feira, 27 de janeiro de 2016

JOGO 4917

PARTIDA NUM.: 4917
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Segunda Fase - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 0 X 1 Botafogo (RJ)
DATA: Sábado, 31 de outubro de 2015
LOCAL: Rio de Janeiro-RJ
ESTÁDIO: Olímpico João Havelange (Nilton Santos)
JUIZ: Daniel Nobre Bins (RS)
AUXILIARES: Alexandre Pruinelli (RS) e Elio Nepomuceno (RS)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Gustavo, Eduardo e Vitor (Bah) e Carleto (Bot)
RENDA: R$ 578.320,00
PÚBLICO: 17.531 pagantes
GOL: Neilton (Bot)
BAHIA: Douglas Pires; Railan (Maxi Biancucchi), Gabriel Valongo, Gustavo e Vitor; Paulinho Dias, Souza, Tiago Real (Rômulo) e Eduardo; Roger (João Paulo Penha) e Kieza.
TREINADOR: Charles Fabián
BOTAFOGO: Jefferson; Luís Ricardo, Roger Carvalho, Renan Fonseca e Carleto; William Arão, Rodrigo Lindoso, Camacho (Diego Jardel), Daniel Carvalho; Neilton (Lulinha) e Sassá (Ronaldo). 
TREINADOR: Ricardo Gomes

OBSERVAÇÃO: Trigésimo terceiro jogo do Bahia na Campeonato Brasileiro da Série-B de 2015.

O JOGO

O Botafogo começou melhor a partida e foi em busca do gol nos primeiros minutos. No entanto, os alvinegros só chegaram com perigo aos dez minutos, com Neilton, mas o atacante parou na zaga baiana.

Aos poucos, o Bahia conseguiu sair da pressão e passou a atacar com mais intensidade. Os visitantes tiveram a chance de abrir o placar aos 20 minutos. Após cobrança de escanteio, Gabriel Valongo cabeceou, mas Jefferson espalmou para salvar os botafoguenses. A bola chegou a bater no travessão antes de ir para fora. A resposta do Botafogo veio em seguida. Em contra-ataque rápido, Neilton passou por um defensor e finalizou para grande defesa de Douglas Pires. No rebote, a bola chegou em Sassá, que chutou na trave esquerda.

Depois disso, o confronto ficou aberto, com as duas equipes atuando de forma ofensiva. O Botafogo chegava com facilidade ao campo de ataque, mas errava muito nos passes finais. O Bahia só chegava próximo ao gol em lances de bola parada, só que obrigava Jéfferson a ficar atento. Com isso, o duelo seguiu com o placar inalterado até o intervalo.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o Botafogo voltou com mais vontade e impôs uma pressão sobre o Bahia. Os alvinegros conseguiram chegar ao gol aos cinco minutos. Neilton recebeu belo passe de Ronaldo e finalizou sem chance para Douglas Pires.

Mesmo após o gol, aos donos da casa seguiram melhores em campo. Tanto que aos sete minutos, o Botafogo quase chegou ao segundo. Carleto pegou rebote e arriscou de longe. A bola passou próxima ao gol de Douglas Pires.

VÍDEO:

FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário