Assuntos

segunda-feira, 7 de março de 2016

JOGO 4938

PARTIDA NUM.: 4938
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Primeira Fase - Jogo de Volta)




JOGO: Bahia 1 X 0 Santa Cruz (PE)
DATA: Quarta-feira, 23 de março de 2016
LOCAL:  Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Francisco Carlos do Nascimento (AL)
AUXILIARES: Rondinelle dos Santos Tavares (AL) e Lennon Mccartney Farias (AL)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Dedé (Bah) e Alemão(SaC)
RENDA: R$ 66.188,50
PÚBLICO: 7.927 pagantes
GOL: Zé Roberto (Bah)
BAHIA: Jean, Marlon (Jefferson Silva), Dedé, Lucas Fonseca (Rodrigo) e João Paulo Gomes; Júnior Ramos e Luis Fernando; Rômulo, Henrique (Moisés) e Zé Roberto; Geovane Itinga.
TREINADOR: Dorival Guidoni Júnior (Doriva)
SANTA CRUZ: Tiago Cardoso, Vitor, Leonardo, Alemão e Allan Vieira; Wellington Cézar, Dedé, Leandro Lima (Raniel) e João Paulo; Keno (Arthur), e Grafite.
TREINADOR: 
Marcelo Martelotte

OBSERVAÇÃO: Sexta partida do Bahia na Copa do Nordeste de 2016. Já classificado, o Tricolor da Boa Terra recebeu o Santa Cruz na noite da quarta-feira (23/03) na Arena Fonte pela última rodada da primeira fase da Copa do Nordeste 2016, e não decepcionou a sua torcida. Com um gol do atacante Zé Roberto ao final da segunda etapa, o Bahia chegou a sua sexta vitória consecutiva na edição 2016 do torneio, e conseguiu a melhor marca do campeonato desde o atual formato utilizado neste evento.

O JOGO

Procurando o resultado para se garantir na próxima fase, o Santa Cruz mostrou desde inicio mais empenho e quase marcou aos quatro minutos, quando um recuo mal feito pelo zagueiro Lucas Fonseca quase terminou em gol do atacante pernambucano Grafite, que acabou se chocando com o goleiro Jean. Já os comandados do técnico Doriva tentavam furar a dura marcação dos pernambucanos, que se concentravam na defesa para buscar lances de contra-ataque.

Com essa postura, o Santinha esperava os anfitriões agirem para buscar trabalhar no erro do adversário. Entretanto, o Tricolor de Aço parecia estudar o adversário e trabalhava a bola para se aproveitar de uma oportunidade. Aos 15, o primeiro chute a gol foi do Santa, que teve Grafite chutando cruzado e o goleiro Jean defendendo sem dificuldades.

O jogo estudado não rendia muitos lances diretos a gol. Mesmo assim, os visitantes eram mais efetivos nos chutes a meta adversária e tiveram Keno, aos 21, errando na conclusão. Logo depois, aos 22, foi à vez do Bahia levar perigo com João Paulo cruzando para Geovane Itinga, que não alcançou a bola no momento da cabeçada.

Aos 26 minutos, o Santa Cruz teve outra boa oportunidade desperdiçada. Após uma cobrança de falta, o zagueiro pernambucano Alemão não conseguiu alcançar a bola mesmo estando de frente para a meta do goleiro Jean. Com poucas finalizações, o time soteropolitano chegou com perigo aos 38, quando Zé Roberto cabeceou sem jeito e viu a bola sair pela linha de fundo. Ao final da primeira etapa, o jogo acabou num 0 X 0 e sem muitas emoções para os dois lados.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o Santa Cruz mudou a sua postura e iniciou a etapa levando muito perigo ao gol do Tricolor baiano, quando aos 6 minutos da partida, o jovem goleiro Jean sai mal do gol e o zagueiro pernambucano Alemão tentou por cobertura, mas sem conseguir acertar o gol, enquanto o atacante Grafite, sem jeito, tocou a bola para fora. Logo depois, o Grafite recebeu belo cruzamento de Keno e cabeceou com segurança, fazendo a bola triscar na trave e sair pela linha de fundo.

Sem uma referência no ataque, o Bahia trabalhava os passes e não conseguia levar perigo ao gol de Tiago Cardoso. Com maior efetividade do time pernambucano, o jogo se tornou mais intenso, e assim os donos da casa passaram a utilizar os contra-ataques. Aos 26, em cobrança de falta, Rodrigo, sozinho, cabeceou forte e obrigou o goleiro pernambucano a fazer grande interceptação na linha do gol.

Com mudanças no seu setor defensivo feitas pelo técnico Doriva, o Bahia voltou a ter o domínio sobre o ataque do Santa Cruz, que não conseguia mais entrar na pequena área, e assim arriscava com chutes a distância para tentar surpreender o arqueiro da Boa Terra.

Porém, aos 37 minutos foram os donos da casa que conseguiram furar o bloqueio rival e abrir o marcador em um lance construído por João Paulo, que lançou na área e o atacante Zé Roberto, rápido na recepção, cabeceou firme para fazer o único gol da partida. Bahia 1 X 0.

O gol deixou o time do Santa Cruz desesperado e quase ocasionou o segundo gol dos baianos, quando aos 40 minutos, o goleiro pernambucano Tiago Cardoso saiu errado e viu João Paulo tentar de cobertura com o gol vazio, mas para sua felicidade o jogador do Bahia errou na finalização. Nos minutos finais, a equipe de Doriva se defendeu como pôde e garantiu mais um triunfo na competição regional. Final Bahia 1 X 0 Santa Cruz.

VÍDEOS:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário