Assuntos

segunda-feira, 7 de março de 2016

JOGO 4937

PARTIDA NUM.: 4937
COMPETIÇÃO: Campeonato Baiano (Quarta-de-Finais - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 2 X 0 Bahia de Feira (BA)
DATA: Domingo, 20 de março de 2016
LOCAL:  Senhor do Bonfim-BA
ESTÁDIO: Pedro Amorim Duarte
JUIZ: Arilson Bispo da Anunciação (BA)
AUXILIARES: Jucimar dos Santos Dias (BA) e Carlos Eduardo Bregalda Gussen (BA)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Paulo Roberto (Bah)Fabiano e Bruninho (BaF)
RENDA: R$ 27.660,00
PÚBLICO: 1.042 pagantes
GOLS: Hayner e Juninho (Bah)
BAHIA: Marcelo Lomba, Hayner, Robson, Éder e João Paulo (Moisés); Feijão e Paulo Roberto; Juninho, Luisinho e Edigar Junio; Zé Roberto (Henrique).

TREINADOR: Dorival Guidoni Júnior (Doriva)
BAHIA DE FEIRA: Waldson; Guilherme Gofinha (Paulo Miranda), Menezes, Lucas e Júnior; Fabiano (Vando Silva), Ramirez, Marconi (Wesley Popó), Lourival, Bruninho; Jarbas.
TREINADOR: Quintino Barbosa (Barbosinha)

OBSERVAÇÃO: Sétimo jogo do Bahia no Campeonato Baiano de 2016. Na tarde de domingo (20/03), no péssimo gramado do Estádio Pedro Amorim, localizado na cidade de Senhor do Bonfim-BA, jogando pela rodada de ida das quartas de final do Campeonato Baiano de 2016, o Tricolor de Aço venceu o Bahia de Feira e abriu vantagem para o jogo de volta na Arena Fonte Nova.

O Jogo

Com a volta de jogadores titulares como Feijão e Edigar Junio, que foram poupados da partida contra o Globo-RN, o Bahia entrou em campo diante do Bahia de Feira pressionando o Bahia adversário.

Logo aos 5 minutos de jogo, Juninho arriscou de fora da área e obrigou Waldson a fazer uma grande defesa e mandar a bola pra escanteio. Na cobrança, Paulo Roberto chegou batendo de primeira e mandou pra fora.

Porém bastou um cochilo para o Bahia de Feira assustar o Esquadrão de Aço. Aos 10 minutos, o atacante Lourival (mesmo que foi revelado pelo Tricolor), recebeu na entrada da área e bateu colocado, na saída de Marcelo Lomba. Por sorte, a bola beijou a trave e foi para a linha de fundo.

Dois minutos depois, foi à vez do time da capital assustar em dose dupla. Edigar Junio cruzou para Paulo Roberto que bateu em cima do goleiro Waldson. Aos 13, mais uma vez Paulo Roberto surgiu como elemento surpresa e chutou forte para mais uma grande defesa de Waldson.

Depois deste momento de pressão, o jogo deu uma esfriada. A partida  ficou um pouco mais truncada no meio do campo e o Bahia só voltou a oferecer perigo aos 26 minutos, quando Edigar Junio invadiu a área e soltou uma bomba, mas a bola acabou cobrindo a moldura.

Edigar voltou a desperdiçar mais uma boa chance aos 39 minutos, quando chutou cruzado dentro da área, mas o primeiro tempo terminou mesmo no 0 X 0.

Segundo Tempo

A etapa complementar começou com um show de horrores, pois nenhum dos dois times conseguia produzir lances de perigos deixando o jogo bastante truncado. Tentado melhorar o panorama da partida, o técnico Doriva sacou Zé Roberto para colocar Henrique, que estreou com a camisa tricolor, isto aos 13 minutos do segundo tempo.

No entanto não houve jeito. O jogo continuou ruim até o Bahia marcar o seu primeiro gol. Aos 24 minutos, Hayner recebeu um passe dentro da área, passou pelo marcador e chutou pra dentro da área. Waldson, que vinha fazendo uma partida brilhante, tentou fazer o corte, mas acabou colocado o bola pra dentro. Bahia 1 X 0.

Após o primeiro gol, o tricolor da capital ganhou um pouco mais de confiança e começou a dominar as ações, não demorando muito para ampliar o marcador. Aos 36 minutos, Juninho recuperou a bola para o Bahia, passou pela marcação e soltou a bomba do meio da rua. Waldson nada pôde fazer, Bahia 2 X 0, dando números finais a partida.

VÍDEO:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário