Assuntos

sexta-feira, 25 de março de 2016

JOGO 4939

PARTIDA NUM.: 4939
COMPETIÇÃO: Campeonato Baiano (Quarta-de-Finais - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 2 X 1 Bahia de Feira (BA)
DATA: Domingo, 27 de março de 2016
LOCAL:  Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Marielson Alves Silva (BA)
AUXILIARES: Elicarlos Franco de Oliveira (BA) e Dijalma Silva Ferreira Junior (BA)
EXPULSÃO: Guilherme Gofinha (BaF)
C. AMARELO: Robson e Juninho (Bah) e Bruninho e Guilherme Gofinha (BaF)
RENDA: R$ 133.214,50
PÚBLICO: 12.736 pagantes
GOLS: Edigar Junio (2) (Bah) e Menezes (BaF)
BAHIA: 
Marcelo Lomba, Hayner, Robson, Éder e Moisés; Feijão, Paulo Roberto (Rômulo) e Juninho; Luisinho (Geovane Itinga), Edigar Junio e Thiago Ribeiro (Zé Roberto).

TREINADOR: Dorival Guidoni Júnior (Doriva)
BAHIA DE FEIRA: Waldson, Guilherme Gofinha, Menezes, Lucas e Júnior; Ramirez, Marconi (Wayni), Jarbas e Bruninho; Fabiano (Toquinho) e Lourival (Wesley Popó).
TREINADOR: Quintino Barbosa (Barbosinha)

OBSERVAÇÃO: Oitavo jogo do Bahia no Campeonato Baiano de 2016. Com este resultado o Bahia se classificou para disputar as semifinais do campeonato contra o Fluminense de Feira-BA.

O domingo de Páscoa, tal qual um feriado, passou de forma suave e divertida para o Esquadrão de Aço. Confortável pela vantagem de 2 a 0 no jogo de ida ocorrido Senhor do Bonfim, o Tricolor nem precisou se esforçar muito para bater o Bahia de Feira nesta partida de domingo, na Fonte Nova.

A celebração foi também importante para o atacante tricolor Edigar Junio por está 'Segurando as pontas' no ataque do Esquadrão de Aço desde a lesão do atacante Hernane Brocador, artilheiro do time no ano. Edigar Junio marcou os dois gols do triunfo do Bahia e alcançou a vice-artilharia do time com sete gols ao todo, apenas um a menos que o 'Brocador', que não joga há mais de 20 dias.

O Jogo

Grande atração da tarde, o atacante estreante Thiago Ribeiro mostrou como deve jogar nesse trio de ataque do Bahia: com mobilidade, trocando de posições com Luisinho ou Edigar Junio para explorar os lados do campo. Foi numa jogada assim que surgiu a primeira chance do Esquadrão. Aos 15 minutos, o novo reforço avançou com liberdade pela direita e cruzou na área para Edigar Junio, que furou.

O erro não abalou o camisa 11, que vem em crescimento no time e nesta partida foi mais uma vez um dos melhores em campo. Aos 22, ele se posicionou nas costas da defesa, sem impedimento; o meia Juninho viu e deu uma belíssima enfiada de bola para o atacante do Bahia, que, no mano a mano com o goleiro, não titubeou, abrindo o placar para o Esquadrão de Aço, Bahia 1 X 0.

Com a partida ainda mais difícil para si, o time de Feira amoleceu e os 15 minutos finais foram todos do Tricolor. Só faltou o gol. Aos 35, Juninho achou Luisinho livre na direita; ele avançou mas, ao entrar na área, se enrolou com a bola, dando tempo da marcação chegar e desviar o chute. Aos 43, Luisinho recebeu lindo passe de cobertura de Edigar; o atacante puxou pro meio e bateu forte de direita, mas Waldson espalmou. Pouco antes do intervalo, o lateral direito Guilherme Gofinha acabou expulso.

Segundo Tempo

Quem achou que com isso o Esquadrão dominaria a etapa final, se surpreendeu. Nos primeiros 19 minutos, a bola quase não saiu do campo de defesa do Bahia. O Tremendão de Feira, porém, não fez muita coisa. Na única vez que chutou a gol, acabou balançando a rede, mas o lance foi anulado, aos 18 minutos, por impedimento.

O Tricolor, por sua vez, foi preciso. Na única vez que chegou ao ataque em 20 minutos, aumentou a vantagem. Aos 19, Moisés disparou pela esquerda, em linda jogada individual, e cruzou para Edigar Junio marcar novamente, Bahia 2 X 0.

O jogo transcorreu sem maiores emoções de ambos os lados. Antes do apito final, o Tremendão de Feira fez o seu gol de honra, quando aos 44 minutos, o zagueiro Menezes cobrou um pênalti dando números finais a partida, Bahia 2 X 1 Bahia de Feira.

VÍDEOS:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário