Assuntos

quinta-feira, 31 de março de 2016

JOGO 4942

PARTIDA NUM.: 4942
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Semifinais - Jogo de Volta)




JOGO: Bahia 0 X 1 Santa Cruz (PE)
DATA: Domingo, 17 de abril de 2016
LOCAL:  Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: José Ricardo Vasconcellos (AL)
AUXILIARES: Pedro Jorge Santos de Araújo e Rondinelle dos Santos Tavares(ambos de AL)
EXPULSÃO: Robson e Moisés (Bah) e João Paulo e Grafite (SaC)
C. AMARELO: Hernane, Robson e Juninho (Bah) e João Paulo e Grafite (SaC)
RENDA: R$ 551.506,50
PÚBLICO: 22.490 pagantes
GOL: Grafite (SaC)
BAHIA: 
Marcelo Lomba; Tinga (Zé Roberto), Robson, Éder e Moisés; Paulo Roberto (Rômulo), Danilo Pires, Juninho, Edigar Junio (Luisinho) e Thiago Ribeiro; Hernane.

TREINADOR: Dorival Guidoni Júnior (Doriva)
SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor, Neris, Alemão e Tiago Costa; Uillian Correia, João Paulo e Wallyson; Arthur (Raniel), Keno e Grafite (Wellington).
TREINADOR: Milton Mendes

OBSERVAÇÃO: Décima e ultima partida do Bahia na Copa do Nordeste de 2016. Infelizmente apesar da boa vantagem tricolor com este resultado o Bahia foi eliminado da Copa do Nordeste de 2016.

O cenário desta festa que se configurou após o empate no  Arruda acabou com  uma grande decepção para torcida tricolor. Mesmo com apoio maciço da torcida na Fonte Nova, o Bahia acabou sendo eliminado pelo Santa Cruz, ao ser derrotado por 1 a 0, gol de Grafite que, se aproveitando da falha do sistema defensivo do Esquadrão, em lance que os jogadores  Paulo Roberto e Robson se enrolaram no meio campo.

Além deste desastre, a partida na Fonte Nova foi marcada pela agressão dentro de campo do zagueiro Neris do Santinha no atacante Hernane do Bahia e do técnico Milton Mendes do Santinha que deu fora do campo uma cabeçada em um auxiliar do Tricolor.

O jogo

As duas equipes ainda se estudavam, quando aos 13 minutos de jogo, Robson recebeu na fogueira de Paulo Roberto, não conseguiu dominar e acabou perdendo a bola para Grafite. O experiente atacante avançou de cara para o gol acabou tendo sorte na dividida com Marcelo Lomba, que saiu do gol mas não conseguiu impedir a finalização para o gol: Bahia 0 X 1 Santa Cruz.

A resposta do Bahia ao gol pernambucano veio com Hernane, aos 17, quando o ‘Brocador’ recebeu cruzamento e tentou uma bicicleta, mas a bola passou longe do gol de Tiago Cardoso.

Aos 22 minutos, um lance polêmico. Hernane se enroscou com Neris na área do Santinha e foi agredido com um soco, mas a disputa de bola estava em outra área do campo e a arbitragem não viu.

Naquela que foi a grande chance do Bahia empatar o confronto na primeira etapa, Edigar Junio recebeu cruzamento de Hernane e finalizou de primeira, mas mesmo livre acabou mandando a chance para fora.

Segundo tempo

Precisando buscar o gol de empate o Bahia começou a etapa final deixando espaços, e quase acabou levando o segundo gol do Santinha, outra vez com o Grafite, quando aos oito minutos, o centroavante coral recebeu belo passe de Wallyson, dominou, e de frente com Lomba mandou longe do gol do Esquadrão.

A resposta do Bahia veio no minuto seguinte, com Moisés descendo pela esquerda e cruzando rasteiro, mas o ataque não conseguiu aproveitar e a bola passou por todo mundo.

Aos 17, o tricolor teve boa chance, com Rômulo cruzando por baixo. A defesa falhou, mas Edigar Junio não esperava e não conseguiu dominar, já na pequena área.

Três minutos depois, o grito de gol ficou preso na garganta mais uma vez. Em descida rápida pela direita, Danilo Pires cruzou forte, a bola desvio e sobrou para Hernane, mas o ‘Brocador’, mesmo livre de marcação, errou a cabeçada, mandou para fora e perdeu um gol que geralmente manda para o fundo das redes.

A partir daí, a partida passou a ter pouco futebol, com os pernambucanos tentando ganhar tempo e o Bahia tentando, com pouca organização chegar ao gol da classificação, que acabou não vindo.

Antes do apito final, com muita confusão, ainda houve tempo para Robson e Moisés, do Bahia serem expulsos, mesmo destino do meia João Paulo, do Santa Cruz. 

VÍDEO:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário