Assuntos

terça-feira, 10 de janeiro de 2017

JOGO 4950

PARTIDA NUM.: 4950
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Primeira Fase - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 1 X 0 Joinville (SC)
DATA: Quarta-feira, 25 de maio de 2016
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Thiago Duarte Peixoto (SP)
AUXILIARES: Fabricio Porfirio de Moura (SP) e Leandro Matos Feitosa (SP)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Hernane Juninho, Lucas Fonseca (Bah) e Fernando Viana, Diones, Victor Oliveira (Joi)
RENDA: R$ 100.088,50
PÚBLICO: 7.311 pagantes
GOL: Hernane (Bah)
BAHIA: Marcelo Lomba; Tinga, Lucas Fonseca (Éder), Jackson e João Paulo; Feijão, Danilo Pires, Juninho (Gustavo Blanco) e Luisinho; Zé Roberto (Henrique) e Hernane.
TREINADOR: Dorival Guidoni Júnior (Doriva)
JOINVILLE: Agenor; Éverton Silva, Naldo, Victor Oliveira e Diego; Diones (Adriano), Paulinho Dias, Cléo Silva e Pereira (Kadu); Fernando Viana e Murilo (Mateus Silva).
TREINADOR: Hemerson Maria

OBSERVAÇÃO: Terceiro jogo do Bahia no Campeonato Brasileiro da Série-B de 2016. Foi sofrido, mas o Bahia manteve a invencibilidade no Campeonato Brasileiro da Série B na ao vencer o Joinville, por 1 a 0, na Arena Fonte Nova, no complemento da terceira rodada. Recuperado de contusão, o artilheiro Hernane Brocador retornou com o pé direito e fez o único gol da partida.

Com 100% de aproveitamento em Salvador, o Bahia fez a festa dos pouco mais de sete mil torcedores e terminou a rodada na quarta colocação, com sete pontos. Já o Joinville ainda não venceu nenhuma partida, estacionou nos dois e se encontra na zona de rebaixamento, em 17º lugar.

O JOGO

O Bahia começou com mais posse de bola e encurralou o Joinville em seu campo de defesa nos primeiros minutos. Zé Roberto foi até a linha de fundo e cruzou para Hernane Brocador e Naldo se antecipou, mas o desvio de cabeça quase entrou contra o próprio gol. Aos 13, Zé Roberto soltou a bomba e Agenor espalmou para escanteio. Após bate e rebate, Jackson ia marcando de cabeça até o goleiro tricolor voltar a fazer outra bela defesa.

Na base do contra ataque, quase que o JEC abre o placar. Cléo Silva apareceu nas costas da zaga e só não marcou porque Marcelo Lomba jogou de líbero e salvou o Bahia. Aos 24, Hernane recebeu dentro da área e finalizou pela linha de fundo. João Paulo fez um cruzamento na segunda trave e Danilo Pires cabeceou na trave de Agenor, que se esticou todo, mas já estava batido no lance.

O Joinville não conseguia trocar mais de dois passes e era totalmente dominado pelo Bahia, que abusava demais dos cruzamentos. Em um desses, Hernane Brocador estava pronto para estufar as redes de Agenor, mas Jackson entrou na frente e cabeceou para fora.

SEGUNDO TEMPO

Aos 50 segundos do segundo tempo, Luisinho recebeu passe dentro da área e soltou a bomba por cima do travessão de Agenor. O panorama da partida não mudou do intervalo e o Joinville não conseguia ficar mais de um minuto com a bola nos pés. E o gol do Esquadrão saiu aos nove minutos de uma forma muito suada.

Zé Roberto saiu na cara de Agenor e chutou em cima do camisa 1. No rebote, Luisinho bateu rasteiro e o goleiro fez outra grande defesa. A zaga do Joinville tentou afastar, a bola acertou em Tinga e sobrou para Hernane Brocador, que soltou a bomba a queima roupa. Agenor ainda tocou na bola, mas não forte o bastante para impedir o gol tricolor.

Em vantagem no placar, o Bahia diminuiu o ritmo e passou a controlar mais a posse de bola, enquanto o Joinville tentava chegar nas bolas aéreas. Aos 40, Gustavo Blanco arriscou de fora da área e mandou por cima.

VÍDEO:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário