Assuntos

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

JOGO 4960

PARTIDA NUM.: 4960
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Primeira Fase - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 2 X 0 Oeste (SP)
DATA: Terça-feira, 28 de junho de 2016
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Wanderson Alves de Sousa (MG)
AUXILIARES: Luiz Antônio Barbosa (MG) e Wesley Moreira de Carvalho (MG)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Hernane e João Paulo Penha (Bah); Velicka (Oes)
RENDA: R$ 75.431,50
PÚBLICO: 6.496 pagantes
GOLS: Hernane e Zé Roberto (Bah)
BAHIA: Marcelo Lomba; Hayner, Jackson, Lucas Fonseca e João Paulo Gomes; Feijão, Gustavo Blanco (Paulo Roberto), Danilo Pires (João Paulo Penha) e Renato Cajá (Zé Roberto); Thiago Ribeiro e Hernane.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
OESTE:  Felipe Alves; Velicka (Maurinho), Betinho, Bruno Silva e André Castro; Danielzinho, Matheus Vargas, Marcus Vinícius e Léo Artur (Crysan); Wellington e Ricardo Bueno
TREINADOR: Fernando Diniz

OBSERVAÇÃO: Décimo terceiro jogo do Bahia no Campeonato Brasileiro da Série-B de 2016. No jogo de estreia do Guto Ferreira como técnico do tricolor baiano, o Bahia jogando na Arena Fonte Nova venceu o Oeste por 2 a 0, pela 13ª rodada da Série B do Campeonato Brasileiro, triunfo este alcançado depois de quatro rodadas sem pontuar, voltando assim a se aproximar do G4.

O Bahia abriu o placar aos 13 minutos da primeira etapa com um belo gol de Hernane, Ed aos 15 minutos do segundo tempo, o tricolor ampliou a vantagem com chute forte e cruzado de Zé Roberto. O Oeste ainda teve a chance de diminuir com Ricardo Bueno, mas o atacante desperdiçou uma penalidade máxima aos 25 minutos da segundo etapa.

O JOGO

Com um princípio de confronto estudado, o Bahia ameaçou uma pressão sobre o adversário e logo saiu na frente. Aos 13 minutos, em cobrança rápida de lateral de Hayner, Hernance se antecipou à zaga e tocou por cima de Felipe Alves.

Depois do gol, a partida perdeu brilho. O Tricolor passou a jogar apenas na segurança, sem tomar riscos. O Oeste tinha mais a posse de bola, mas falhava na hora de criar oportunidades de perigo.

O time paulista apenas ameaçou aos 40 minutos. Em cruzamento de esquerda, Ricardo Bueno ganhou no alto da defesa e testou para o chão, mas, por pouco, errou o alvo.

SEGUNDO TEMPO

Na volta para o segundo tempo, no entanto, a situação mudou. Logo aos 2 minutos, o Oeste perdeu chance clara de empatar. Léo Artur recebeu livre no ataque, mas o meia acertou a rede pelo lado de fora.

Aos 10, outra chegada perigosa do Rubrão. Danielzinho arriscou de longe e Lomba deu rebote. A bola caiu no pé de Léo Artur, que dominou, chutou de direita e a bola passou rente ao poste direito.

Quando estava pior no confronto, o Bahia conseguiu ampliar a vantagem. Aos 15, em boa trama, Hernane abriu para Zé Roberto, que recebeu na área livre e bateu forte e cruzado, estufando as redes.

O Rubrão teve a chance de renascer na disputa aos 25 minutos, quando Danilo Pires segurou Wellington dentro da área e o juiz assinalou pênalti. Ricardo Bueno foi para a cobrança, mas bateu muito mal e Lomba, já caído, conseguiu defender com o corpo.

Depois desse banho de água fria, o Oeste não teve mais forças para correr atrás do resultado. O Tricolor apenas controlou a partida enquanto esperava o árbitro apitar o final da partida.

VÍDEO:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário