Assuntos

segunda-feira, 16 de janeiro de 2017

JOGO 4961

PARTIDA NUM.: 4961
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Primeira Fase - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 0 X 1 Ceará (CE)
DATA: Sábado, 02 de julho de 2016
LOCAL: Fortaleza-CE
ESTÁDIO: Governador Plácido Castelo (Arena Castelão)
JUIZ: Wagner do Nascimento Magalhães (RJ)
AUXILIARES: Wendel de Paiva Gouveia (RJ) e Michael Correia (RJ)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Hayner e Gustavo Blanco (Bah) e Rafael Costa, Felipe, Valdo e Charles (Cea)
RENDA: R$ 247.033,00
PÚBLICO: 17.428 pagantes
GOL: Rafael Costa (Cea)
BAHIA: Jean; Hayner (Gustavo Blanco), Jackson, Lucas Fonseca e João Paulo; Paulo Roberto, Juninho e Renato Cajá (Luisinho);Thiago Ribeiro, Edigar Junio (Zé Roberto) e Hernane.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
CEARÁ: Éverson; Eduardo, Valdo, Charles e Tallyson; João Marcos, Rickardson,Felipe e Wescley (Serginho); Rafael Costa (Diego Felipe) e Bill (Ricardinho). 
TREINADOR: Sérgio Soares

OBSERVAÇÃO: Décimo quarto jogo do Bahia no Campeonato Brasileiro da Série-B de 2016. Com um gol de Rafael Costa aos três minutos do primeiro tempo o Ceará bateu o Bahia por 1 a 0 na Arena Castelão pela 14.ª rodada do Campeonato Brasileiro da Série B. Com este resultado o tricolor baiano ficou com 20 pontos em nono lugar do campeonato.

O JOGO

A partida começou em ritmo alucinante quando antes mesmo de terminar o primeiro minuto, o tricolor Hayner cruzou e Hernane Brocador desviou de cabeça para uma grande defesa de Everson, arqueiro cearense. Porém após uma falta levantada do lado esquerdo por cearense Eduardo, o esperto Rafael Costa apareceu entre os zagueiros e resvalou de cabeça fazendo o único gol da partida.

Por alguns momentos, o Ceará dominou as ações em campo. Aos poucos, porém, o Bahia reequilibrou o volume de jogo, mas sem ter muitas chances para as finalizações.

SEGUNDO TEMPO

No segundo tempo, o Bahia saiu para o jogo aproveitando o recuo exagerado do Ceará. O técnico tricolor, Guto Ferreira, mexeu bem e logo aos 16 minutos tirou o 'cansado' Renato Cajá e colocou o rapidíssimo Luisinho. Depois trocou Edigar Junio por Zé Roberto.

Tanto que o Bahia assustou com um chute de jogador João Paulo defendido por Everson, e depois, aos 31 minutos da partida, em um lance duvidoso, chegou a marcar um gol através do Hernane Brocador, gol este que foi anulado pela arbitragem alegando impedimento.

Na parte final, o técnico Guto Ferreira pôs o Bahia no ataque para tentar o empate. Mas sofreu contra-ataques perigosos dos cearenses, que tiveram três chances incríveis para liquidar a fatura. Aos 38 minutos num chute de Felipe; aos 43 de novo com Felipe entrando na área, num ataque de cinco contra quatro em que o goleiro fechou o ângulo e depois aos 46 minutos com Diego Felipe, exigindo outra defesa de Jean.

VÍDEO:

FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário