Assuntos

sábado, 21 de janeiro de 2017

JOGO 4966

PARTIDA NUM.: 4966
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Primeira Fase - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 1 X 1 Atlético (GO)
DATA: Terça-feira, 16 de agosto de 2016
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Alisson Sidnei Furtado (TO)
AUXILIARES: Fábio Pereira (TO) e Natal da Silva Ramos Júnior (TO)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: 
Eduardo, Tiago Pagnussat, Feijão, Allano e Moisés (Bah) e Michel, Marllon, Pedro Bambu e Marquinho (Atl)

RENDA: R$ 111.779,00
PÚBLICO: 8.157 pagantes
GOLS: 
Allano (Bah) e Jorginho (Atl)
BAHIA: Muriel; Eduardo, Tiago Pagnussat (Lucas Fonseca), Éder e Moisés; Feijão (Juninho), Luiz Antônio e Renato Cajá; Allano, Edigar Júnio (Luisinho) e Hernane.
TREINADOR: Guto Ferreira (Gordiola)
ATLÉTICO: Kléver; Matheus Ribeiro; Marllon, Lino e Michel; Pedro, Willian Schuster, Magno Cruz, Jorginho (Junior Viçosa) e Gilsinho (Marquinho); Alison (Bruno Barra).
TREINADOR: 
Marcelo Cabo

OBSERVAÇÃO: Décimo nono jogo do Bahia no Campeonato Brasileiro da Série-B de 2016. A situação do Bahia vai ficando mais difícil a cada dia que passa. Mesmo depois de quase 20 dias de treinamentos intensivos, o time tricolor não conseguiu mostrar evolução e ficou no empate com o Atlético-GO, por 1 a 1, na Arena Fonte Nova, pela última rodada do primeiro turno do Campeonato Brasileiro da Série B. Ainda distantes do G4, os comandados de Guto Ferreira deixaram o gramado vaiados pelos pouco mais de oito mil torcedores.

O confronto era entre os dois times concorrentes diretos por uma vaga no G4. Na décima colocação, o tricolor baiano tinha oito pontos a menos (25 contra 33) que o Atlético-GO, quarto colocado. Já o clube rubronegro goiano desperdiçou nesta partida a oportunidade de assumir a vice-liderança e encostar assim no líder Vasco da Gama.

O JOGO

A torcida ainda se acomodava na Arena Fonte Nova quando o Bahia abriu o placar, aos 36 segundos. Após saída errada da zaga do Atlético, Allano foi lançado e chutou na saída de Kléver. A bola foi entrando devagar e Hernane Brocador ainda apareceu para completar antes que Lino tentasse tirar de carrinho. No entanto, a arbitragem assinalou gol de Allano, o seu primeiro com a camisa tricolor.

O Dragão não conseguia jogar e, mais tranquilo com o gol relâmpago, o Bahia diminuiu o ritmo, mas mesmo assim tinha um pouco mais da posse de bola. Aos 22, Edigar Júnio finalizou rasteiro pela linha de fundo, sem levar perigo a Kléver. A primeira chegada do time goiano foi apenas aos 26 minutos. Pedro Bambu cruzou rasteiro e Magno Cruz chutou na rede pelo lado de fora.

O Bahia desceu no contra ataque, Eduardo invadiu a área e cruzou para Renato Cajá, que dominou e chutou travado. Kléver dividiu com Allano e ficou com a bola. Em jogada bem ensaiada, o Atlético deixou tudo igual aos 39 minutos. Michel recebeu de Gilsinho e cruzou rasteiro. Com a ponta da chuteira, Jorginho desviou na pequena área e Muriel, que ainda tocou na bola, não conseguiu fazer a defesa.

Tanto Bahia quanto os torcedores presentes na Arena Fonte Nova sentiram demais o gol marcado pelo Atlético-GO. O time baiano não conseguiu criar mais nenhuma chance de perigo no primeiro tempo.

SEGUNDO TEMPO

O começo do segundo tempo pareceu uma cópia da etapa inicial. Allano recebeu de Hernane, invadiu a área e chutou, mas dessa vez Kléver levou a melhor e fez a defesa. Na sequência, Eduardo fez grande jogada individual pela direira e cruzou rasteiro. A zaga rubronegra, porém, fez o corte antes que a bola chegasse em Edigar Júnio.

O Atlético levava perigo no contra ataque e Muriel teve que trabalhar aos 16 minutos, quando Magno Cruz invadiu a área e finalizou rasteiro. Seguro, o goleiro tricolor defendeu sem dar rebote. Na sequência, Pedro Bambu soltou a bomba e a bola passou raspando a trave. Depois desses dois lances seguidos, a torcida tricolor passou a vaiar o time.

Aos 28, Eduardo cruzou e Renato Cajá cabeceou nas mãos de Kléver. O Bahia esboçou uma pressão nos minutos finais e o Atlético, satisfeito com o empate, se preocupava apenas em se defender. Nos minutos finais, Eduardo invadiu a área e ninguém apareceu para completar. Aos 46, Moisés cruzou e Hernane subiu livre, cabeceando por cima do gol.

VÍDEO:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário