Assuntos

sexta-feira, 16 de junho de 2017

JOGO 5022

PARTIDA NUM.: 5022
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro (Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 0 X 0 Coritiba (PR)
DATA: Quinta-feira, 15 de junho de 2017
LOCAL: Curitiba-PR

ESTÁDIO: Major Antônio Couto Pereira (Couto Pereira)
JUIZ: Wagner Reway (MT)
AUXILIARES: 
Fabio Rodrigo Rubinho (MT) e Marcelo Grando (MT)

EXPULSÃO: Edson (Bah) e Kléber Gladiador (Cor)
C. AMARELO: Renê Júnior, Allione, Zé Rafael e Juninho (Bah) e Tiago Real (Cor)
RENDA: R$ 446.835,00
PÚBLICO: 19.534 pagantes (20.495 total)
BAHIA: Jean; Eduardo, Tiago (Becão), Lucas Fonseca e Matheus Reis; Edson, Renê Júnior, Zé Rafael e Allione (Juninho);  Mendoza e Edigar Júnio (Vinícius). 
TREINADOR: Jorge de Amorim Campos (Jorginho)
CORITIBA: Wilson; Dodô, Márcio, Werley e Thiago Carleto; Alan Santos, Matheus Galdezani e Tiago Real (Iago); Rildo (Thomas Bastos), Henrique Almeida (Alecsandro) e Kléber Gladiador.
TREINADOR: Eriélton Carlos Pacheco (Pachequinho)

OBSERVAÇÃO: Sétimo jogo do Bahia no Campeonato Brasileiro de 2017. Fazendo boas campanhas no início deste Campeonato Brasileiro, Coritiba e Bahia não estavam em uma tarde inspirada, e acabaram ficando no empate sem gols nesta partida realizada no Estádio Couto Pereira válida pela sétima rodada do campeonato, partida esta que foi bastante nervosa com muitas discussões e uma expulsão para cada lado no segundo tempo, após o atacante Kléber Gladiador acertar o rosto do volante Edson do Bahia com uma cusparada.

Invicto há cinco jogos, o Coritiba chegou ao segundo empate seguido e permaneceu assim na terceira colocação do campeonato com 14 pontos conquistados, quatro a mais que o Tricolor Baiano, e após a conclusão desta sétima rodada os dois clubes continuaram na zona de classificação para Copa Libertadores de 2018.

O JOGO

O Bahia assustou em um contra ataque logo no primeiro minuto. Matheus Reis cruzou rasteiro, Márcio cortou parcialmente de carrinho e Edigar Júnio, mesmo no chão, tentou finalizar. A resposta do Coritiba veio na sequência, mas Henrique Almeida bateu por cima do travessão.

Depois desse lance, Tiago Real cobrou escanteio e Márcio dividiu com o goleiro Jean do Bahia, cabeceando para fora. O jogo era bastante concentrado no meio campo e os dois times apostavam no contra ataque.

Aos 21 minutos, o atacante Edigar Júnio escapou em velocidade e cruzou para Mendoza. O atacante tricolor só não marcou porque Wilson se esticou todo para cortar. Na sequência, Thiago Carleto cobrou falta rasteira e goleiro tricolor Jean defendeu com segurança.

A melhor chance do jogo veio aos 33 minutos, quando atacante Henrique Almeida arriscou de fora da área, mas a bola passou pelo goleiro baiano e saiu raspando a trave. O próprio atacante se superou na sequência. Jean cortou cruzamento de Tiago Real e a bola sobrou para o mesmo, mas mesmo posicionado na pequena área mandou a bola por cima do travessão.

SEGUNDO TEMPO

Logo aos quatro minutos, Edigar Júnio desceu em velocidade e tocou para Mendoza, que dominou e bateu colocado. Wilson desviou pela linha de fundo, mas o árbitro não viu o toque do goleiro e marcou tiro de meta, deixando o técnico Jorginho bastante irritado na beira do gramado.

Diferente do primeiro tempo, que começou bastante movimentado, a etapa final era marcada por faltas e poucos lances de perigo. A torcida do Coxa tentava empurrar o time, que encontrava dificuldades para escapar da forte marcação tricolor.

Os donos da casa só assustaram em um lance sem querer, quando aos 24 minutos Henrique Almeida tentou o cruzamento, mas pegou errado e quase surpreendeu Jean, que conseguiu voltar e espalmar para escanteio.

Antes da cobrança, Kléber Gladiador cuspiu na cara de Edson e os dois jogadores acabaram sendo expulsos pelo árbitro.

O jogo seguiu sem lances de perigo até os 45 minutos, quando então o meia Juninho arriscou de fora da área e a bola passou perto do gol defendido por Wilson. Nos acréscimos, Thiago Carleto cobrou escanteio e Werley desviou na primeira trave. A bola passou na frente do gol e saiu pela linha de fundo. Depois, Zé Rafael exigiu grande defesa de Wilson. No último lance, Alecsandro cruzou, Eduardo ia fazendo gol contra, mas Jean mostrou reflexo e ficou com a bola.

VÍDEO:

FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário