Assuntos

domingo, 24 de janeiro de 2016

JOGO 4912

PARTIDA NUM.: 4912
COMPETIÇÃO: Campeonato Brasileiro da Série-B (Segunda Fase - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 2 X 2 Luverdense (MT)
DATA: Sábado, 26 de setembro de 2015
LOCAL: Lucas do Rio Verde-MT
ESTÁDIO: Municipal Passo das Emas
JUIZ: Péricles Bassols Pegado Cortez (RJ)
AUXILIARES: Fábio Pereira (TO) e Eduardo de Souza Couto (RJ)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Railan (Bah) e Luiz Otávio, Lucas Fernandes (Luv)
RENDA: R$  22.190,00
PÚBLICO: 1.751 pagantes
GOLS: Kieza e Roger (Bah) e Tozin (2) (Luv)
BAHIA: Douglas Pires; Railan, Gustavo, Jailton e João Paulo; Paulinho Dias, Wilson Pittoni (Yuri), Eduardo (Souza) e Tiago Real; Kieza e Maxi Biancucchi (Roger).
TREINADOR: Sérgio Soares
LUVERDENSE: Edson Kölln; Raul Prata, Luiz Otávio, Everton e Paulinho; Muralha, Diego Rosa e Osman; Alípio (Calyson), Tozin (Adiano da Matta) e Lucas Fernandes (Assuério).
TREINADOR: Júnior Rocha

OBSERVAÇÃO: Vigésimo oitavo jogo do Bahia na Campeonato Brasileiro da Série-B de 2015.

O Jogo

Os dois times iniciaram o jogo focados. E explorando bem as laterais do campo. O Bahia ameaçou primeiro com uma cabeça de cima para baixo de Kieza para fora. Quase o visitante chega lá. O time do Mato Grosso respondeu aos 18 minutos, num cruzamento rasteiro de Raul Prata e que Diego Rosa se esticou, mas não alcançou.

Mas com artilheiro não se brinca. Na segunda chance que teve, Kieza conferiu aos 28 minutos. Após o levantamento que nasceu do lado esquerdo ele subiu na pequena área e cabeceou. A bola ainda tocou na trava antes de entrar. Nos últimos minutos, o Luverdense teve duas chances. Numa cabeçada de Osman, para fora, aos 40, e num chute forte de Lucas Fernandes, aos 43, defendido por Douglas Pires.

Segundo Tempo

Os dois times voltaram iguais para o segundo tempo. Só o Bahia tinha trocado antes Roger no lugar de Max Biancucchi, que saiu machucado. E logo no primeiro minuto, quase o time baiano “mata” o jogo. Kieza cruzou e Roger, na pequena área, não alcançou. Depois disso, o Luverdense fez pressão total. Aos 12 minutos, Lucas Fernandes foi até o fundo pela direita e cruzou na cabeça de Tozin, mas a bola explodiu no travessão. Dois minutos depois, aos 14, saiu o empate. Ele fez tabela com Diego Rosa, recebeu na grande área e bateu cruzado. Um golaço ao estilo das antigas tabelinhas.

O técnico Sérgio Soares demorou para reforçar a marcação pelo lado esquerdo de sua defesa. Apoiado por sua torcida, o Luverdense aproveitou os momentos de instabilidade do visitante para fazer a virada. Alípio lançou Tozin em velocidade entre os zagueiros e ele tocou entre as pernas de Douglas Pires que saiu do gol desesperado. Isso aos 17 minutos.

O jogo continuou emocionante. O Bahia empatou aos 22 minutos, quando Kieza desceu até o fundo pelo lado esquerdo e cruzou. Na pequena área, Roger esticou as pernas e completou para as redes. Dois minutos depois, quase o time da casa marcou de novo. Lucas Fernandes fez o cruzamento e Diego Rosa bateu de virada, mas a bola, caprichosa, tocou na trave direita do goleiro.

As emoções não ficaram por aí. Apesar de cansados, os dois times buscaram o gol da vitória. O Bahia teve duas grandes chances, enquanto o Luverdense criou mais cinco chances, forçando as boas defesas do goleiro Douglas Pires.

FOTO:

Nenhum comentário:

Postar um comentário