Assuntos

quinta-feira, 31 de março de 2016

JOGO 4941

PARTIDA NUM.: 4941
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Semifinais - Jogo de Ida)




JOGO: Bahia 2 X 2 Santa Cruz (PE)
DATA: Quarta-feira, 13 de abril de 2016
LOCAL:  Recife-PE
ESTÁDIO: José do Rego Maciel (Arruda)
JUIZ: Cláudio Francisco Lima e Silva (SE)
AUXILIARES: Rodrigo Guimarães Pereira (SE) e Eric Nunes Costa (SE)
EXPULSÃO: Lelê (SaC)
C. AMARELO: Lucas Fonseca, Feijão, Robson, Juninho ( Bah) e Lelê, Danny Morais, Tiago Costa (SaC)
RENDA: R$ 197.615,00
PÚBLICO: 12.737 torcedores
GOLS: Hernane e Luizinho (Bah) e Keno e Grafite (SaC)
BAHIA: 
Marcelo Lomba; Hayner, Lucas Fonseca (Robson), Éder e João Paulo Gomes; Feijão, Danilo Pires e Juninho; Edigar Junio (Luisinho), Hernane e Thiago Ribeiro.

TREINADOR: Dorival Guidoni Júnior (Doriva)
SANTA CRUZ: Tiago Cardoso; Vítor, Neris, Danny Morais e Allan (Tiago Costa); Uillian Correia, João Paulo e Lelê; Arthur (Wellington), Grafite e Keno (Daniel Costa).
TREINADOR: Milton Mendes

OBSERVAÇÃO: Nona partida do Bahia na Copa do Nordeste de 2016. O Bahia deu um passo importante para conquistar a vaga na final da Copa do Nordeste de 2016, quando após uma partida bem disputada, o time baiano arrancou um empate contra o Santa Cruz, por 2 a 2, em pleno Estádio do Arruda, pela rodada de ida das semifinais desta copa.

O Jogo

Apesar de jogar fora de casa, o tricolor baiano começou com uma marcação bem ofensiva. Ocupando o campo de ataque, o Bahia pressionou a saída de bola do time pernambucano, que encontrou muitas dificuldades para sair de trás e conseguir criar jogadas de ataque. Quando chegou à frente esbarrou na sólida defesa do Esquadrão de Aço.

A partida seguiu bastante truncada, mas na primeira jogada de perigo o Tricolor baiano conseguiu chegar ao gol, quando aos 19 minutos, o atacante Edigar Junio abriu para o meia Danilo Pires na direita e este mandou para o gol do goleiro Tiago Cardoso que espalmou. No rebote, o atacante Hernane Brocador que vinha na corrida só completou fazendo BAHIA 1 X 0.

O gol mudou o panorama da partida. O Tricolor pernambucano se lançou mais ao ataque e deixou o jogo mais aberto. Aos 23 minutos, quase saiu o empate, quando o atacante pernambucano Keno tocou entre as pernas do lateral Hayner, driblou o zagueiro Lucas Fonseca e finalizou. O zagueiro Éder salvou com um carrinho.

A partida continuou bastante movimentada, quando aos 34 minutos, o meia pernambucano Lelê cruzou na área para o atacante Grafite, que não conseguiu desviar de cabeça para o time coral. A resposta do Esquadrão veio aos 37 minutos., quando o meia Juninho cobrou falta e Hernane cabeceou rente à trave.

O gol parecia ser apenas uma questão de tempo, independentemente do lado que saísse,  e quem conseguiu balançar as redes foram os donos da casa, quando aos 45 minutos,  novamente o atacante Keno fez grande jogada individual. Ele passou por três marcadores do tricolor baiano e bateu no canto oposto do goleiro Marcelo Lomba fazendo um golaço. SANTA CRUZ 1 X 1 BAHIA, e assim terminou o primeiro tempo.

Segundo Tempo

Assim como no primeiro tempo, o segundo começou com tudo, quando logo aos seis minutos o Bahia quase chegou ao seu segundo gol. O meia Juninho cobrou escanteio e após confusão na área, o atacante Edigar Junio concluiu para fora.

Já aos 11 minutos foi a vez do Santa Cruz perder uma chance incrível, quando o atacante Keno recebeu sozinho na área e demorou demais para concluir chutando a bola para fora.

No lance seguinte, aos 12 minutos, o atacante Grafite mostrou mais frieza que o seu companheiro. O meia João Paulo dominou na área e tocou para o atacante. Ele driblou o goleiro tricolor Marcelo Lomba e mandou para o fundo do gol, numa belíssima jogada do veterano do atacante coral. SANTA CRUZ 2 X 1 BAHIA.

Depois do gol pernambucano, o ritmo do jogo diminuiu consideravelmente. Os dois times até criaram algumas chances, mas sem o mesmo perigo e intensidade de antes. Dessa forma, o jogo se arrastou sem grandes emoções, enquanto as substituições eram efetuadas.

Aos 38 minutos os baianos conseguiram chegar ao empate através de uma cobrança de pênalti. A arbitragem assinalou toque de mão na área do volante pernambucano Wellington. Na cobrança, o atacante Luisinho bateu no ângulo deixando tudo igual e dando números finais a partida, SANTA CRUZ 2 X 2 BAHIA.

VÍDEO:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário