Assuntos

sexta-feira, 11 de julho de 2014

JOGO 4071-A

PARTIDA NUM.: 4071-A
COMPETIÇÃO: Amistoso Estadual

JOGO: Bahia 6 X 1 Seleção de São Francisco do Conde (BA)
DATA: Sábado, 11 de janeiro de 2003
LOCAL: São Francisco do Conde-BA
ESTÁDIO: Municipal Junqueira Ayres 
JUIZ: 
AUXILIARES: 
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: 
RENDA: 
PÚBLICO: 
GOLS: Nonato, Luís Alberto, Nilson (2), Danilo e Marcelo Nicácio (Bah) e Nildo (SFC)
BAHIA: Emerson, Fabiano, Valdomiro, Accioly e Marcos Paulo; Marcelo Silva, Bebeto Campos, Luís Alberto e Danilo; Cláudio (Marcelo Nicácio) e Nonato (Nilson).
TREINADOR: José Cândido Sotto Maior (Candinho)
SEL. SÃO FRANCISCO DO CONDE: 
TREINADOR: Osmar

OBSERVAÇÃO: O Bahia iniciou o ano de 2003 com tudo. No primeiro amistoso do ano, o Tricolor não tomou conhecimento do adversário e arrasou a Seleção de São Francisco do Conde, por 6 a 1, jogando no estádio municipal daquela cidade. O grande destaque do jogo foi à dupla de ataque reserva do tricolor, formada na época pelo ex-júnior Marcelo Nicácio e por Nilson. Os dois entraram no segundo tempo e fizeram o time ampliar a vantagem de 2 a 1 para o placar definitivo.

Este partida teve um sabor todo especial para o ex-craque Baiaco do tricolor, um dos maiores jogadores do Bahia de todos os tempos. Antes do início da partida, Baiaco, que é natural e residia em São Francisco, onde era funcionário público, recebeu uma placa em reconhecimento aos inúmeros serviços prestados em 10 anos como atleta tricolor. A placa foi entregue pelo então conselheiro e ex-presidente Paulo Maracajá, e pelo então supervisor de futebol do Bahia, Orlando Aragão.

“Quando encerrei minha carreira, em 1981, o (então) presidente (do Bahia) Osório (Vilas Boas) tinha me prometido um jogo de despedida. Agora que o jogo acontece, mesmo sendo 22 anos depois, a emoção ainda é muito grande. Só tenho a agradecer a todos que tornaram esse sonho possível e à torcida do Bahia, que me considera um ídolo do clube até hoje”, disse Baiaco, após dar o pontapé inicial da partida.

O jogo

O Tricolor começou a partida arrasador, literalmente. Com menos de um minuto de bola rolando, Nonato escorou cruzamento da direita e estufou as redes em prol do Bahia pela primeira vez em 2003. Foi naquele momento o 78º gol do craque no Tricolor.

Aos 12 minutos, a Seleção de São Francisco que tinha como treinador o jogador Osmar (ex-ponta-direita Campeão Brasileiro pelo Bahia em 1988) e como auxiliar técnico o próprio Baiaco, veio ensair uma reação, quando Nielson cruzou a bola a direita e Nildo, de cabeça, empatou a partida.

Mas a reação dos donos da casa ficou só neste ensaio, e aos 28 minutos, o substituto de Daniel, que estava no Uruguai com a Seleção Sub-20 (o jogador Fabiano), cruzou e o ex-júnior Luís Alberto recolocou o Bicampeão Brasileiro na frente novamente. E foi só no primeiro tempo.

Segundo Tempo

Para dar um maior poder ofensivo e tentar construir uma goleada diante da vulnerável equipe do São Francisco, o técnico do Bahia, Candinho, resolveu então mexer no ataque tricolor. Ele tirou a cansada dupla de titular, Nonato e Cláudio, e colocou Nilson e Marcelo Nicácio para jogar.

A mudança surtiu o efeito esperado, e logo aos três minutos, Marcelo mostrou todo o seu talento, ao deixar o zagueiro no chão e cruzar para Nilson fazer o primeiro gol dele com a camisa do Bahia.

Onze minutos depois, Nilson fez o gol mais bonito da tarde, encobrindo o goleiro com um toque sutil na bola.

Aos 33 minutos, Dudu, que tinha entrado na segunda etapa, invadiu a área e sofreu pênalti, convertido por Danilo, um dos melhores em campo.

Finalmente coube a Marcelo Nicácio, aos 35 minutos, marcar o sexto e fechar a goleada. Este foi o primeiro gol dele como profissional do Tricolor. Ao final Seleção de São Francisco 1 X 6 Bahia.

Nenhum comentário:

Postar um comentário