Assuntos

domingo, 22 de março de 2015

JOGO 4869

PARTIDA NUM.: 4869
COMPETIÇÃO: Copa do Brasil (Primeira Fase - Jogo de Ida)



JOGO: Bahia 0 X 0 Nacional (AM)
DATA: Quinta-feira, 02 abril de 2015
LOCAL: Manaus-AM
ESTÁDIO: Estádio Ismael Benigno (Colina)
JUIZ: Andrey da Silva e Silva (PA)
AUXILIARES: Lucio Ipojucan Ribeiro da Silva de Mattos (CBF-1/PA) e Heronildo Freitas da Silva (CBF-2/PA)
EXPULSÃO: 
C. AMARELO: Feijão, Chicão, Gustavo Blanco e Carlos (Bah) e Lídio e Peter (Nac)
RENDA:  R$ 60.880,00.
PÚBLICO: 2.230 pagantes (2.485 pessoas)
GOLS: 
BAHIA: Douglas Pires, Yuri, Chicão, Róbson e Sávio (Carlos); Feijão, Gustavo Blanco (Lenine), Rômulo e Tchô; Willians Santana (Jeam) e Zé Roberto.
TREINADOR: Sérgio Soares
NACIONAL: Rodrigo Ramos, Peter, Maurício, João Rodrigo, Robinho; Kelvin, Dênis, Fininho, Lídio; Bruno (Hyantony), Wanderley (Leonardo).
TREINADOR: Aderbal Lana

OBSERVAÇÃO: Primeiro jogo do Bahia na Copa do Brasil de 2015. Em uma partida morna e com poucas chances de gol, o Nacional e 0 Bahia ficaram no 0 a 0, no estádio Ismael Benigno (Colina), em Manaus, pelo jogo de ida da primeira fase da Copa do Brasil. O Nacional não fez jus ao fato de ser o melhor time do campeonato amazonense, enquanto o Bahia, atuando com time reserva, ficou longe de ser o time que estava vivendo uma lua de mel com a torcida com a boa fase no Campeonato Estadual e na Copa do Nordeste.

O JOGO

O primeiro tempo começou com um Bahia ofensivo e imprimindo o seu ritmo. Apesar de estar em campo com time reserva, o tricolor baiano dominou os primeiros 25 minutos iniciais e criou chances de abrir o placar, principalmente nos pés da dupla de ataque: Zé Roberto e Willians Santana. O Nacional cresceu na parte final do primeiro tempo, aproveitando a queda de ritmo do Bahia, e empurrado por sua torcida, mas mesmo assim, o time amazonense não conseguiu sequer um chute a gol que exigisse alguma defesa difícil de Douglas Pires. Sem mudanças no placar, o primeiro tempo terminou em 0 a 0.

SEGUNDO TEMPO

O segundo tempo começou com Nacional e Bahia mais dispostos no ataque. O Bahia aproveitando a velocidade de Willians Santana e de Zé Roberto. Enquanto o Nacional, tentava chegar ao ataque na maioria das vezes pelo lado direito com Peter, sempre aproveitando a frágil marcação do jovem estreante Sávio. Com Peter, o Nacional chegou perto de abrir o marcador. O lateral avançou pela direita e cruzou para Lídio bater forte e acertar a trave de Douglas Pires. O lance foi uma resposta a uma bola na trave do Bahia, que antes disso, acertou o poste com Zé Roberto, após boa jogada de Tchô. Rômulo também exigiu boa defesa do goleiro Rodrigo, que impediu o gol tricolor. Assim como Leonardo, no final da partida, quase abriu o placar para o Nacional, mas parou na boa defesa de Douglas Pires. Com a trave e os goleiros inspirados nas poucas chances criadas, Nacional e Bahia ficam mesmo no 0 a 0.

Com este resultado o time de amazonense jogaria a partida de volta na Arena Fonte Nova em Salvador dia 16/04, com o direito de empatar com gols para avançar na Copa do Brasil. No caso de haver uma reedição do placar da partida de ida, a vaga irá ser decidida nas penalidades.

VÍDEO:


FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário