Assuntos

segunda-feira, 30 de março de 2015

JOGO 4872

PARTIDA NUM.: 4872
COMPETIÇÃO: Copa do Nordeste (Semifinais - Jogo de Volta)



JOGO: Bahia 3 X 2 Sport (PE)
DATA: Domingo, 12 abril de 2015
LOCAL: Salvador-BA
ESTÁDIO: Arena Fonte Nova
JUIZ: Pablo Ramon Gonçalves Pinheiro (RN)
AUXILIARES: Flavio Gomes Barroca (RN) e Vinicius Melo de Lima (RN)
EXPULSÃO: Bruno Paulista (Bah)
C. AMARELO: Souza, Titi, Bruno Paulista, Wilson Pittoni (Bah) e Diego Souza, Danilo, Matheus (Spo)
RENDA: R$ 1.090.154,50
PÚBLICO: 40.205 pagantes
GOLS: Souza (3) (Bah) e Diego Souza e Renê (Spo)
BAHIA: Douglas Pires; Tony, Thales, Titi e Patric (Bruno Paulista); Wilson Pittoni, Souza e Willians Santana (Rômulo); Maxi Biancucchi, Kieza e Léo Gamalho (Zé Roberto).
TREINADOR: Sérgio Soares
SPORT: Magrão; Vitor, Matheus Ferraz, Durval e Renê; Rodrigo Mancha (Régis), Ronaldo, Neto (Danilo) e Diego Souza; Elber (Felipe Azevedo) e Samuel.
TREINADOR: Eduardo Baptista

OBSERVAÇÃO: Décimo jogo do Bahia na Copa do Nordeste de 2015. Com este resultado o Bahia se classificou para disputar as finais da Copa contra o Ceará-CE.

O JOGO

Equilíbrio e nervosismo ditaram os minutos iniciais da partida realizada na Arena Fonte Nova. Cada bola era disputada como a última. Cada marcação do árbitro, reclamações do campo e das arquibancadas. Com o meio de campo povoado e poucas chances criadas, o cenário que se desenhava entre Bahia e Sport era de que o menor detalhe poderia resolver. E o menor detalhe atendeu pelo nome de Diego Souza no primeiro tempo. Aos 22 minutos, o meia aproveitou cobrança de falta na área e cabeceou no contrapé de Douglas Pires para abrir o placar. O Bahia acusou o golpe e passou a errar muito. Em lance de contra-ataque, Élber se aproveitou de uma das falhas do Tricolor, recebeu livre, invadiu a área, chutou em cima do goleiro tricolor e desperdiçou a chance de ampliar o marcador. Para completar os problemas do time baiano, Patric deixou o campo machucado e precisou ser substituído por Bruno Paulista.

O intervalo foi determinante para Sérgio Soares arrumar o time do Bahia. A equipe que voltou para o segundo tempo conseguiu se impor e virar o placar do jogo. Aos sete minutos, Souza arriscou de longe, a bola quicou na grama e surpreendeu o goleiro Magrão antes de estufar as redes. No lance seguinte, Kieza sofreu a carga de Matheus Ferraz dentro da área e o árbitro marcou pênalti. Na cobrança, Souza enganou Magrão e não deixou o goleiro do Sport sequer sair na foto.

A partida ganhou nova carga dramática com uma falha de Douglas Pires. Renê cobrou falta aos 13 minutos, o goleiro tricolor saiu para socar a bola e engoliu um frangaço. O Bahia, contudo, não se abateu e partiu para cima. Aos 18 minutos, Bruno Paulista cruzou na área e Magrão evitou gol contra de Matheus Ferraz. No rebote, Souza, sem marcação, apenas empurrou para o fundo das redes. Bruno Paulista ainda foi expulso em falta no meio de campo no fim da partida. Mas nem mesmo o cartão vermelho encerrou a festa na Fonte Nova e o atleta deixou o gramado aplaudido.

VÍDEOS:

FOTOS:

Nenhum comentário:

Postar um comentário