Assuntos

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

MARCELO

MARCELO

JOGADOR: Marcelo
NOME: Marcelo dos Santos Marinho
DATA DE NASCIMENTO: 02 de março de 1984
LOCAL: Mococa-SP
DATA DE FALECIMENTO: 
LOCAL: 
POSIÇÃO: Goleiro
PERÍODO: 2009 e 2010
JOGOS: 
GOLS: 
ORIGEM: Divisões de Base do Vasco-RJ e Corinthians-SP
JOGO DE ESTRÉIA: Itabuna-BA 1 X 1 Bahia pelo Campeonato Baiano de 2009 em 18/01/2009.
JOGO DE DESPEDIDA:
CLUBES NA CARREIRA: Corinthians-SP, Ituano-SP, Bahia, Atlético-MG, Asa de Arapiraca-AL, Americano-RJ, Vitória-ES, Penapolense-SP, Paysandu-PA

TÍTULOS NO CLUBE

OBSERVAÇÃO: Marcelo atuando na posição de goleiro começou sua carreira nas divisões de base do Vasco e Corinthians, chegando ao Bahia no inicio de 2009.

Sua primeira partida no tricolor foi em 18 de janeiro de 2009, no jogo Itabuna 1 á 1 Bahia, onde fez grandes defesas, porém não evitou o gol de pênalti do clube grapiúna.

Com o decorrer dos jogos, Marcelo foi criando um grande laço entre ele e o clube, o que o fez gostar cada vez mais do Bahia. Marcelo realizava grandes atuações, e além dele se aproximar bastante do clube, a torcida também se aproximava dele a cada jogo, já que sempre levava ao grupo garra e vontade num verdadeiro espírito de capitão. Inclusive criaram um canto para ele: "Uh, é Paredão, o goleiro do Esquadrão". Foi o goleiro que mais brilhou no tricolor desde a saída de Emerson, maior goleiro da história do clube, o que tornou candidato a ídolo do Bahia, que faltava apenas um grande feito, como um título ou o esperado acesso á Série A para consagrá-lo de vez.

Em 2010 após Marcelo fazer grandes atuações pelo tricolor baiano no ano anterior, o Bahia resolveu comprar o passe do goleiro que era do Corinthians. Porém, no primeiro Ba-Vi do ano, se machucou num lance e no intervalo foi substituído. Porém, essa lesão o deixou fora dos gramados cerca de 2 meses, o que deixou os dirigentes e parte da torcida preocupada. E para piorar a situação, o clube passava por dificuldades financeiras, devendo salários a jogadores (inclusive ele). Esse atraso no salário era encarado com tranquilidade pelo goleiro, até ele receber propostas do Atlético Mineiro e do Al Shabab dos Emirados Árabes, time de Paulo Bonamigo, treinador tricolor no ano anterior, que trabalhou com Marcelo. Essas propostas eram muito atrativas, e os clubes estavam numa situação melhor do que a do Tricolor Baiano, que nada pode fazer para evitar sua saída.

Assim sendo no dia 19 de março de 2010, Marcelo rescindiu seu contrato com o Bahia e pouco depois acertou sua ida em definitivo para o Atlético Mineiro, com um contrato de 2 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário